Loading...

Blog Alfa e Beto

Municípios do Piauí parceiros do Instituto Alfa e Beto avançam em alfabetização

Em alfabetização, um trabalho desenvolvido com seriedade e rigor – e amparado nas evidências científicas mais sólidas – traz resultado. É isso o que mostra um grupo de municípios do estado do Piauí que, com o suporte do Instituto Alfa e Beto, se destacou no ano passado, superando índices nacionais, regionais e estaduais. Confira alguns desses exemplos:

Água Branca

O município implementou pela primeira vez o Programa Alfa e Beto de Alfabetização há 12 anos. De lá para cá, esta parceria ininterrupta ajudou o município a se transformar em referência. Na última edição da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), do Ministério da Educação (MEC), Água Branca conquistou o 3º melhor resultado em leitura dentre os 224 municípios do Piauí.

De acordo com índice oficial, Água Branca possui 59,5% dos alunos do 3º ano do ensino fundamental com desempenho suficiente em leitura. Este índice é 30 pontos percentuais superior ao desempenho estadual, que é de 29,11%. Em escrita, 72,01% dos alunos de Água Branca apresentam nível suficiente.

Testes realizados pelo Instituto Alfa e Beto apontam, ainda, que 91% dos alunos foram plenamente alfabetizados ao final do 1º ano do ensino fundamental em 2017.

desempenho ANA

Teresina

De acordo com a ANA, Teresina têm 50,44% dos alunos do 3º ano com desempenho suficiente em leitura e 68,47% em escrita. Os índices são superiores aos nacionais, regionais e estaduais, como mostra o gráfico abaixo. O Instituto Alfa e Beto e a capital piauiense são parceiros desde 2013.

desempenho ANA2

Bom Jesus

A parceria com o município de Bom Jesus é mais recente, mas o comprometimento do município com a alfabetização é grande, e os resultados aparecem tanto na ANA como nos testes realizados pelo Instituto Alfa e Beto.

Segundo a avaliação nacional, Bom Jesus tem hoje 50% dos alunos do 3º ano com desempenho suficiente em leitura e 78% em escrita – é mais um município piauiense acima dos índices nacionais, regionais e estaduais. Segundo avaliação do Instituto, 78% das crianças ao fim do 1º ano foram plenamente alfabetizadas em 2017, um salto de 16 pontos percentuais em relação a 2016, quando foi registrado um índice de 62% de alfabetização.

desempenho ANA3

Capitão Gervásio e Avelino Lopes

A parceria do Instituto Alfa e Beto com os municípios de Capitão Gervásio e Avelino Lopes é recente. Em 2016, ambos deram início à implementação do Programa Alfa e Beto de Alfabetização. Testes realizados pelo Instituto Alfa e Beto mostram que, em 2017, 86% das crianças estavam plenamente alfabetizadas ao final do 1º ano em Capitão Gervásio e, em Avelino Lopes, 53%.

O Instituto Alfa e Beto trabalha pela alfabetização desde a sua fundação, há 12 anos. Por meio de seus programas já alfabetizou mais de 1 milhão de crianças. Com base em evidências, o Instituto defende que todas as crianças sejam alfabetizadas na escola aos seis anos idade – ou no 1º ano do ensino fundamental; que sejam usados métodos comprovadamente eficazes para alfabetizá-las; e que os currículos e a avaliação da alfabetização sejam definidos a partir dos fundamentos da Ciência Cognitiva da Leitura.

Comente

Deixe uma resposta



Fique bem informado

Receba novidades do Alfa e Beto no seu e-mail.