Loading...

Blog Alfa e Beto

Prova Brasil 2017: Teresina salta para o 1º lugar no 5º e 9º anos entre as capitais brasileiras

A divulgação recente dos dados da Prova Brasil trouxe boas notícias para Teresina (PI), município parceiro do Instituto Alfa e Beto há vários anos. Trata-se de resultados consistentes que evidenciam que investimentos em estratégias pedagógicas apropriadas, associados à gestão eficiente na implementação dessas estratégias, garantem educação de qualidade e asseguram ganhos expressivos em um curto espaço de tempo.

De acordo com os dados recém-divulgados pelo Ministério da Educação (MEC), a rede municipal de ensino de Teresina tem o melhor desempenho entre as capitais brasileiras tanto no 5º como no 9º ano do Ensino Fundamental nas disciplinas de Matemática e Língua Portuguesa. Confira no gráfico abaixo as notas:

 

Crédito: IDados


 

Dentre as cidades brasileiras com mais de 500 mil habitantes, Teresina teve as maiores notas. É importante salientar que apenas três municípios deste porte se destacaram tanto no 5º como no 9º ano, mas, entre eles, Teresina é o que tem mais alunos na rede municipal de ensino – do 1º ao 9º ano, são quase 60 mil matrículas.

“O avanço no 9o ano parece ser independente do avanço no 5o ano, pois os alunos que concluíram o 5o ano em 2017 ainda não estavam num patamar suficientemente elevado para explicar o avanço no 9o ano.  Embora o salto agora tenha sido maior, ele se apoia em ganhos consistentes nas duas últimas rodadas da avaliação nacional”, diz o presidente do Instituto Alfa e Beto, João Batista Oliveira.

O Prof. João Batista Oliveira lembra que é preciso levar em conta algumas características do município para contextualizar a conquista:

“Teresina tem cerca de 800 mil habitantes e uma das maiores proporções de alunos na rede pública municipal. Também é o município com menor custo por aluno dentre as capitais brasileiras: R$ 6.600 por aluno por ano, sendo que a média das capitais é de R$ 9.934 reais por aluno por ano. Teresina também é o município que consegue a média mais elevada nas provas, quando comparado com redes municipais de ensino de seu porte. Já em termos de PIB per capita, o estado do Piauí situa-se entre os três últimos colocados. Esses fatores ilustram que os desafios, em Teresina, são maiores do que os enfrentados por municípios de porte equivalente em população e matrículas na rede municipal”, sintetiza.

Para ele, o resultado de Teresina é robusto e decorre de um processo de reforma que vem sendo desenvolvido há algum tempo, mas que vem se tornando mais consistente nos últimos anos. “As intervenções realizadas no 9o ano têm orientação e características semelhantes ao que se fez em Sobral, no Ceará, município que é referência em reforma educacional bem sucedida e educação de qualidade. Elas consistem de uma mistura de estratégias pedagógicas baseadas em evidências e gestão focada na implementação dessas estratégias”, explica.

O sucesso de Teresina em tão curto prazo demonstra que a adoção de estratégias adequadas pode começar a resultar em avanços significativos em um espaço de quatro a seis anos. Isso é inteiramente consistente com a experiência internacional. “Hoje já dispomos de conhecimentos e experiências para dar saltos de qualidade significativos, em tempo relativamente curtos. É uma esperança para quem quiser avançar e, ao mesmo tempo, um alerta para quem tentar reinventar a roda”, finaliza o presidente do Instituto Alfa e Beto.

O Instituto Alfa e Beto é parceiro de Teresina desde 2003. Neste período, já implementou diversos programas em etapas distintas da educação básica, com ênfase nos anos iniciais.

Comente

Deixe uma resposta



Fique bem informado

Receba novidades do Alfa e Beto no seu e-mail.