Loading...

Blog Alfa e Beto

Simon Schwartzman e o debate sobre Alfabetização na BNCC

Em um texto publicado hoje, 21 de dezembro de 2017, Simon Schwartzman, pesquisador do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade e ex-presidente do IBGE, anuncia que “dá por encerrado” o debate, em seu site, acerca do capítulo de Alfabetização na BNCC – Base Nacional Comum Curricular, homologada ontem pelo MEC. “Espero poder voltar ao tema quando tivermos bons resultados a comemorar”, diz.

Ao longo dos últimos dias, Simon aproveitou seu espaço na internet para “circular diferentes pontos de vista sobre o assunto”. Ele citou a nota elaborada por um grupo de especialistas na área, com críticas à maneira como o tema, vital para o país, foi tratado na BNCC; uma resposta das consultoras Roxane Rojo, Jaqueline Barbosa e Cristiane Mori, contratadas pelo MEC, às críticas; e também “um esclarecimento de José Francisco Soares sobre como o CNE decidiu lidar com o fato de que não existe consenso a este respeito entre os especialistas”.

Em seguida, o pesquisador diz ter recebido “um outro documento do primeiro grupo, buscando esclarecer em mais detalhe seu entendimento. Neste documento, os autores buscam explicar o que é alfabetizar; a relação entre alfabetização e compreensão; o que significa “letramento”; discutem a questão dos métodos; a do momento e duração do processo de alfabetização; e as implicações que os diferentes entendimentos sobre este processo podem ter para o sucesso ou fracasso das políticas educacionais do país”.

Simon destaca, em seu post, que “o assunto não é novo. Em 2011, a Academia Brasileira de Ciências organizou um grupo de trabalho sobre “Aprendizagem Infantil –  Uma abordagem da neurociência, economia e psicologia cognitiva“, onde o tema foi tratado em profundidade. Antes ainda, em 2007, a Câmara de Deputados organizou um grupo de trabalho sobre alfabetização infantil, cujas conclusões também estão disponíveis na Internet”.

Ainda segundo ele, “o que seria de se esperar era que, ao longo destes anos, a discussão, os esclarecimentos conceituais e sobretudo o acúmulo da evidência de experiências e das pesquisas no Brasil e no exterior levassem a uma convergência de pontos de vista, que pudessem estar claramente apresentados na Base Nacional Curricular Comum. O que se vê, infelizmente, é que os argumentos se repetem e a discussão não sai do lugar”, afirma o pesquisador, em seu site.

O debate acerca do tratamento dado à Alfabetização na BNCC continuará aqui no site do Instituto Alfa e Beto. Nos últimos dias, publicamos matéria sobre o documento inicial enviado ao MEC e ao Conselho Nacional de Educação, com assinatura e adesão de dezenas de cientistas brasileiros com trabalho reconhecido em âmbito nacional e internacional; matéria sobre uma tréplica dos signatários à resposta dada por três consultoras contratadas pelo MEC; artigo “Base da Educação”, de João Batista Araujo e Oliveira, publicado no jornal O Globo no dia 15 de dezembro; além do texto “Uma BNCC com a cara do Brasil e muito diferente daquelas de países desenvolvidos”, publicado originalmente por Ilona Becskeházy em seu blog.

No link a seguir, publicamos nota inédita do professor João Batista Araujo e Oliveira com comentários alusivos ao texto divulgado pelo Dr. Francisco Soares, membro do Conselho Nacional de Educação, a propósito do tratamento da alfabetização na BNCC: http://arquivos.alfaebeto.org.br/nota-4-resposta-francisco-soares.pdf.

Acesse aqui os documentos (links) mencionados no texto:

. 13 de dezembro – Nota com críticas à proposta de Alfabetização elaborada por um grupo de cientistas e especialistas da área, divulgada e enviada ao MEC e ao CNE: http://arquivos.alfaebeto.org.br/nota-sobre-nova-proposta.pdf

. 15 de dezembro (data em que o Conselho Nacional de Educação aprovou o texto da Base Nacional Curricular Comum da Educação Fundamental) – Resposta das consultoras contratadas pelo MEC Roxane Rojo, Jaqueline Barbosa e Cristiane Mori, às críticas feitas pelos pesquisadores: http://arquivos.alfaebeto.org.br/nota-2-resposta-alfaebeto.pdf

. 19 de dezembro – Nota “A Alfabetização na BNCC”, de José Francisco Soares, ex-presidente do INEP e membro do Conselho Nacional de Educação: http://www.schwartzman.org.br/sitesimon/?p=5834&lang=pt-br

. 20 de dezembro – Tréplica dos signatários da primeira nota à resposta dada pelas três redatoras contratadas pelo MEC citadas acima: http://arquivos.alfaebeto.org.br/nota-3-bncc.pdf

. 20 de dezembro – Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é homologada pelo MEC: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_20dez_site.pdf

. 21 de dezembro – Nota de João Batista Araujo e Oliveira com comentários alusivos a trechos da nota “A Alfabetização na BNCC”, de José Francisco Soares: http://arquivos.alfaebeto.org.br/nota-4-resposta-francisco-soares.pdf

Comente

Deixe uma resposta



Fique bem informado

Receba novidades do Alfa e Beto no seu e-mail.