Os piores alunos do ensino médio estão se tornando professores

“É preciso mudar o perfil de recrutamento, recrutar gente com mais talento, bagagem intelectual e melhor formação [no ensino médio] para ser professor.”, defende o Prof. João Batista Oliveira.

Em entrevista concedida à Gazeta do Povo, o presidente do Instituto Alfa e Beto,  analisa a situação atual da Educação brasileira e o despreparo do corpo docente.

Na entrevista, o Prof. João Batista Oliveira afirma que “nas últimas décadas, se abriu demais [a carreira de professor] para gente que não tem o mínimo de preparo compatível com as exigências para a ocupação do cargo. Há um contingente enorme que, na sua grande maioria, vem dos piores alunos do ensino médio”, argumenta. Ele também discorre o motivo pelo qual a reforma do ensino médio deve seguir com agilidade. O professor projeta, ainda, as expectativas do novo governo no campo da Educação.

Confira a entrevista publicada no dia 20 de janeiro aqui ou na íntegra, abaixo:

0001000200030004000500060007

Compartilhe este Artigo

Se você gostou desse artigo, por favor, tome um segundo para compartilhá-lo.