Instituto Alfa e Beto e especialistas da NYU promovem palestras em Boa Vista

O Instituto Alfa e Beto (IAB), em parceria com pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de Nova York (NYU), realiza nesta semana em Boa Vista (RR) um ciclo de palestras direcionado a mais de 600 profissionais de saúde e educação envolvidos no Programa Família que Acolhe, uma iniciativa da prefeita Teresa Surita para a promoção da Primeira Infância no município.

Participam das palestras os pesquisadores Adriana Weisleder, PhD em psicologia do desenvolvimento, e Alan Mendelsohn, pediatra especializado em desenvolvimento comportamental. Adriana Weisleder se dedica a entender como as interações familiares afetam o desenvolvimento da linguagem e de habilidades cognitivas que impactam diretamente no desempenho acadêmico posterior da criança, enquanto Alan Mendelsohn investiga o impacto de fatores ambientais (relações familiares, mídias eletrônicas,escolarização da mãe, hábitos alimentares) e biológicos no desenvolvimento infantil.

Além de ministrarem as palestras no âmbito do Programa Família que Acolhe, os estudiosos americanos darão início a um projeto de pesquisa em parceria com o IAB que visa medir o impacto no desenvolvimento das crianças da leitura feita pelos pais. Entre outros, os resultados do estudo irão subsidiar a atuação do IAB na área da leitura para a Primeira Infância, campo em que o Instituto atua promovendo programas de capacitação de pais e cuidadores para a leitura e desenvolvendo materiais como o Guia IAB de Leitura para a Primeira Infânciae a Cartilha Primeira Infância, Primeiras Leituras.

 

Por que investir nas crianças?

Segundo estudiosos do desenvolvimento humano, o período chamado de Primeira Infância – que inclui o pré-natal e se estende até por volta dos 8 anos de idade – é determinante para o desenvolvimento das habilidades motoras, cognitivas e afetivas das crianças. Intervenções eficazes nos primeiros anos de vida, portanto, fazem toda a diferença na construção de uma sociedade mais desenvolvida, produtiva e saudável.

Essas intervenções devem priorizar a criação de uma ambiente acolhedor e estimulante para bebês e crianças. Vale ressaltar que ações para a Primeira Infância não são dirigidas exclusivamente à criança, mas também às gestantes, aos pais, cuidadores e educadores uma vez que o ambiente em que ela é criada é determinante.

 

Programa Família que Acolhe

Diante das evidências e da identificação de um grande número de famílias em situação de vulnerabilidade social em Boa Vista, e dos fatores de risco a que as crianças boa-vistenses estão expostas, a prefeitura do município buscou formular e implementar políticas sociais de longo prazo para erradicar a pobreza, oferecer condições adequadas de saúde e educação para aqueles que mais necessitam e incrementar as estratégias de cuidado parental das famílias.

Assim nasceu o Programa Família que Acolhe, que conta com a parceria do IAB. O Instituto colabora na elaboração e acompanhamento das políticas e dos programas que as integram e, também, assegura assistência técnica aos programas educacionais de atendimento a crianças, suas famílias e à formação de profissionais que as atendem.

Compartilhe este Artigo

Se você gostou desse artigo, por favor, tome um segundo para compartilhá-lo.