Alfabetização: o que a professora alfabetizadora deve saber?

1262
Blonde boy with glasses drawing. Group of elementary school pupils in classroom on art class. Russia, Krasnodar, May, 23, 2019.

No processo de alfabetização, há um crescente nível de exigência sobre as competências da professora alfabetizadora. É preciso ter domínio da disciplina, capacidade de organizar um currículo que enfatize os principais objetivos, capacidade de comunicação com os alunos, de manter um clima organizar e entusiasmar os alunos para lerem muito, entre outras habilidades.

Vamos ver, então, quais as principais competências que a professora alfabetizadora deve saber em relação a Língua Portuguesa, Literatura e Literatura Infantil e Competências Pedagógica Gerais. Além disso, vamos verificar as competências específicas como consciência fonêmica, compreensão de textos e avaliação.

Língua Portuguesa

A professora alfabetizadora precisa possuir um domínio teórico e prático da língua portuguesa, especialmente sobre:

  • Fonética
  • Morfologia
  • Ortografia
  • Semântica
  • Sintaxe

Além disso, deve saber escrever de forma legível e bem organizada e ler bem em voz alta.

Literatura e Literatura Infantil

Para a alfabetização, a professora alfabetizadora deve ter um conhecimento razoável e uma familiaridade com livros importantes de literatura, que incluam:

  • Teoria da literatura
  • Literatura universal
  • Literatura brasileira
  • Literatura infantil

É preciso saber os principais autores, as principais correntes, escolas e características desses trabalhos. A professora precisa, nesse sentido, conhecer critérios para avaliar a adequação e livros ao programa de ensino e ao nível de interesse dos alunos.

Competências pedagógicas gerais

  • A professora precisa saber como utilizar as competências abaixo no contexto de programas de alfabetização:
  • Elaborar um plano de curso de alfabetização, levando em conta o programa de ensino da Secretaria ou da escola.
  • Elaborar planos de aula.
  • Manejar a classe e conduzir adequadamente os alunos na sala de aula, inclusive no que diz respeito à interação com seus pais e familiares.
  • Desenvolver e utilizar instrumentos de avaliação para toma decisões relacionadas ao diagnóstico, recuperação e enturmação de alunos.

Competências específicas

As competências específicas referem-se às suas atividades específicas, e, portanto, às competências que ele precisa ensinar ao aluno:

  • Consciência fonêmica, princípio alfabético e familiaridade com textos impressos
  • O código alfabético: fônica e decodificação
  • Fluência
  • Vocabulário
  • Compreensão de textos
  • Expressão escrita
  • Caligrafia e ortografia
  • Avaliação

Saiba mais no livro “ABC do Alfabetizador“, escrito pelo professor João Batista Oliveira, presidente do Instituto Alfa e Beto