Prefeitura de Caculé, por meio de sua Secretaria de Educação e Cultura, desenvolve e implementa o Projeto “Caculé, Inovação e Perspectivas no Desafio da Educação Remota”

Objetivo é possibilitar que alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I e II da rede municipal de ensino e professores tenham acesso a atividades pedagógicas planejadas, com utilização de mídias digitais e materiais impressos, durante o período de quarentena.

1538
caculé - coronavírus

Parceiro do Instituto Alfa e Beto desde 2006, o município de Caculé, no sudoeste da Bahia, deu uma resposta rápida ao fechamento das escolas em decorrência da pandemia de coronavírus. Para dar continuidade ao aprendizado dos alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I e II da rede municipal de ensino, a Prefeitura, por meio de sua Secretaria de Educação e Cultura, desenvolveu e está implementando o Projeto “Caculé, Inovação e Perspectivas no Desafio da Educação Remota”. Nesses tempos desafiadores de isolamento social, a tecnologia está possibilitando o contato entre professores, alunos e familiares, e as escolas estão se valendo de recursos digitais como, por exemplo, os aplicativos pedagógicos gratuitos disponibilizados pela Alfa e Beto Soluções como o “Ilhas do Alfabeto”, “Tabuada na Fazenda”, “Flui – A Cidade das Palavras” e “Craque da Leitura”.

“Nossos alunos não podiam perder a rotina das aulas como se estivessem em férias. O professor João Batista Oliveira realizou uma videoconferência com diversos coordenadores e explicou como o Instituto Alfa e Beto poderia auxiliar o nosso trabalho. A partir daí, elaboramos o projeto e começamos os preparativos para o ensino remoto”, conta a Secretária Municipal de Educação, Adailde Fernandes Cruz Teles. Uma das medidas adotadas pelas escolas foi a criação de grupos de WhatsApp para os professores enviarem tarefas para os alunos em casa. Os pais também auxiliam tirando fotos dos exercícios e enviando para os professores corrigirem.

Para Silviana Dantas Brito Tavares, professora do Centro de Educação Infantil Professor Silvio Viana, o apoio e a participação dos pais têm sido essenciais: “Criamos um grupo de WhatsApp com os pais dos alunos para envio das tarefas. O comprometimento dos pais está sendo decisivo nesse momento. Eles nos enviam fotos e vídeos das crianças fazendo as tarefas e dessa forma podemos acompanhar, corrigir e avaliar”, diz. Já Rosemeire Guimarães Brito, professora do Centro de Educação Infantil Professor Silvio Santos Viana, explica que o uso dos aplicativos e dos grupos de WhatsApp é importante para os professores poderem orientar e tirar dúvidas das crianças: “A utilização dos aplicativos está sendo fundamental para o aprendizado dos alunos. Essa integração entre tecnologia, escola, professores, alunos e famílias está sendo uma experiência enriquecedora”, avalia.

Uma das principais ferramentas de Caculé para enfrentar o desafio do isolamento social e do fechamento das escolas é a utilização dos procedimentos que já fazem parte da rotina educacional da cidade com a adoção do Sistema de Ensino Estruturado. A coordenadora do Ensino Fundamental I da Secretaria Municipal de Educação de Caculé, Jacira Costa, ressalta a importância das ferramentas digitais e do Sistema de Ensino Estruturado para o aprendizado dos alunos: “Essa boa resposta à crise se deve a alguns fatores como o suporte dados aos nossos docentes; a qualidade e facilidade de uso dos aplicativos da Alfa e Beto; e também a adoção do ensino estruturado, que funciona a partir da padronização dos processos de planejamento, da gestão baseada em indicadores e do controle da frequência escolar”, explica.

Após o início da parceria com o Instituto Alfa e Beto, a cidade de Caculé melhorou seus índices na Prova Brasil. Na disciplina de matemática, o município saltou da 55ª posição em 2007 para o 3º lugar em 2017. Já em Língua Portuguesa, o município ocupava a 30ª posição em 2007 e passou para a 6ª em 2017.

Para manter os bons índices nas avaliações nesse novo contexto de aprendizado remoto, Vanélia Neves de Lima, Coordenadora da Educação Infantil da Secretaria de Ensino de Caculé, acredita que as orientações do Instituto precisam entrar cada vez mais na rotina dos professores: “Após as diretrizes definidas pela Secretaria Municipal de Educação, a equipe se reuniu para discutir a melhor maneira de desenvolver o trabalho. Ficou claro que era muito importante a utilização dos aplicativos, a produção de vídeo-aulas sempre que possível e o estímulo dos pais para que eles abraçassem a causa e auxiliassem os filhos em casa. Isso tem feito a diferença”, diz.

A cidade de Caculé tem hoje aproximadamente 2.200 alunos utilizando os materiais do Instituto Alfa e Beto desde a educação infantil até o 5º ano. “Inclusive nesse período atual de crise, a cidade está colhendo os frutos da adoção das práticas do ensino estruturado que faz parte da parceria com o Instituto Alfa e Beto. Os professores estão inovando e trabalhando de forma exemplar. Os alunos e seus responsáveis, por sua vez, estão se mostrando interessados, participativos, engajados. A Prefeitura, por meio de Secretaria Municipal de Educação, está fazendo a sua parte. Desde 2005 estamos investindo de forma continuada no que acreditamos ser o melhor para a educação das nossas crianças”, complementa a Secretária de Educação, Adailde Teles.

Conheça melhor o Projeto “Caculé, Inovação e Perspectivas no Desafio da Educação Remota”

Com o intuito de evitar a interrupção da aprendizagem dos alunos e o comprometimento do ano letivo, a Prefeitura de Caculé, por meio da Secretaria de Educação e Cultura, desenvolveu uma proposta inovadora: O Projeto: Caculé, Inovação e Perspectivas no Desafio da Educação Remota. “O projeto visa garantir que os alunos da rede possam interagir em grupo, mesmo distantes, desenvolvendo atividades planejadas pelos professores por meio das redes sociais. É uma experiência nova, com muitos desafios. Cada passo dado e cada conquista precisas ser celebrados”, diz a Secretária Municipal de Educação, Adailde Fernandes Cruz Teles.

A perspectiva é que todos os educandos da rede sejam incluídos no desenvolvimento das atividades pedagógicas. Para os alunos sem acesso à internet, estão sendo disponibilizados outros meios de inclusão nas atividades propostas, dentre eles a utilização de material impresso. Segundo a Secretária Municipal de Educação, a elaboração do projeto considerou sugestões e orientações do Instituto Alfa e Beto relativas a atividades para alunos daEducação Infantil e do Ensino Fundamental I e II da rede municipal. “O Instituto é parceiro da educação caculeense desde 2006, com respostas significativas no que diz respeito ao avanço nos índices de aprendizagem dos alunos da rede municipal de ensino”, conta.

Objetivos do Projeto “Caculé, Inovação e Perspectivas no Desafio da Educação Remota”

Geral:

. Possibilitar que alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I e II da rede municipal de Ensino de Caculé e professores tenham acesso a atividades pedagógicas planejadas, com utilização de mídias digitais e materiais impressos, durante o período de quarentena.

Específicos:

. Promover a articulação entre o Governo Municipal, Secretaria de Educação e Cultura, e profissionais da educação para definir prioridades na ação educativa durante a quarentena

. Criar grupos de WhatsApp para troca de mensagens e postagens de conteúdos, utilizando ferramentas de aprendizagem entre alunos, pais e professores

. Convocar profissionais da educação, pais e alunos para a reflexão a respeito de responsabilidades e atitudes solidárias com vistas ao desenvolvimento das atividades propostas

. Promover maior autonomia dos alunos para estudar e aprender

. Possibilitar uma rotina de estudos no dia a dia dos educandos