Livros, aplicativos e ferramentas de comunicação on-line: como Sobral (CE) está mantendo o aprendizado dos seus alunos e o vínculo com as famílias durante a pandemia de covid-19

Parceira do Instituto Alfa e Beto desde 2003, cidade tem há vários anos melhor desempenho de todo o país nas avaliações de 5º e 9º anos da Prova Brasil

1239
sobral

Referência em educação no Brasil, o município cearense de Sobral está realizando uma série de iniciativas com o objetivo de minimizar os prejuízos à aprendizagem dos alunos em decorrência do isolamento social e do fechamento temporário das escolas associados à pandemia de covid-19. As ações abrangem a utilização de ferramentas tecnológicas (como videoaulas e aplicativos pedagógicos) e o envio periódico de materiais didáticos para a casa dos alunos, incluindo exercícios e atividades de livros do Instituto Alfa e Beto como o “Aprender a Ler”.

A orientadora da Célula de Ensino Fundamental I da Secretaria de Educação de Sobral, Arinede Enaira da Silva de Almeida, explica a importância de manter as atividades pedagógicas mesmo à distância: “É fundamental garantir a todos os estudantes o direito à aprendizagem. As nossas escolas têm utilizado todos os recursos tecnológicos de comunicação disponíveis para garantir a interação, a aprendizagem e o fortalecimento de vínculos afetivos”, explica.

Já a coordenadora pedagógica da Escola Manoel Marinho, Luciane Dias Vasconcelos, explica que os professores estão conseguindo trabalhar os livros de maneira remota: “Explicamos para os pais a importância do ensino à distância e acertamos que todos os dias os professores iriam dar assistência on-line”, explica.

Além da manutenção da rotina de aprendizagem dos alunos, a aproximação entre a escola e os pais dos alunos é importante para diversos aspectos do desenvolvimento infantil. A diretora da Escola Padre Osvaldo Chaves, Lira Augusta Soares Santana Silva, entende que é papel da escola passar segurança e afeto: “Nesse momento, o que mais importa é tirar os meninos dessa situação de medo e desenvolver o afeto, fortalecer as competências socioemocionais como empatia e amor ao próximo. O ambiente escolar sempre foi um grande referencial”, diz.

Uma das ferramentas tecnológicas que mais tem auxiliado as professoras em Sobral são as videoaulas, enviadas por meio de grupos do WhatsApp e por e-mail. Para Samyla Nascimento de Sousa, professora do 1º ano da Escola José Ermírio de Moraes, o uso da tecnologia é uma forma de evitar a exclusão: “Enviamos as atividades todos os dias, e depois a professora verifica quem as realizou. Uma equipe administrativa da escola imprime o material que é entregue às famílias em suas casas, sempre obedecendo as normas de segurança para evitar contaminação”, explica a professora.

A coordenadora da Escola José da Matta e Silva, Antônia de Fátima Pereira Melo Teixeira, lembra que os aplicativos da Alfa e Beto Soluções são exemplos desses novos tempos onde educação e tecnologia andam integrados: “Os jogos educativos disponibilizados também nos

ajudam a enfrentar os desafios nesse momento. Incentivamos as famílias a utilizá-los, e o feedback tem sido positivo – as crianças estão aprendendo de forma lúdica”, explica.

Com a pandemia do novo coronavírus, um fator positivo tem sido a participação dos pais na vida escolar de seus filhos. A diretora da Escola Emílio Sendim, Francisca de Fátima Farias de Sousa, vê com bons olhos essa atuação dos responsáveis: “A família deixou de ir à escola, mas a escola está indo até a família. Para que tudo dê certo, precisamos agir com organização e planejamento. Temos um planejamento mensal com todos os professores em que o maior objetivo é o fortalecimento do vínculo da escola com a família”, diz.

No contexto das ações que Sobral está realizando para manter os bons índices de educação, muitos profissionais de educação da cidade estão se valendo da quarentena para realizar cursos à distância (EAD) para aprimorar e reciclar conhecimentos de alfabetização, desenvolvimento infantil e outras competências.

A professora Samyla se inscreveu em um dos sete cursos EAD oferecidos pelo Instituto Alfa e Beto com o objetivo de desenvolver suas competências de ensino: “As aulas estão sendo de grande importância para a minha prática em sala de aula. Eu já me baseava muito no livro ‘ABC do Alfabetizador’, mas com o próprio professor João Batista Oliveira explicando nos vídeos, o conteúdo fica ainda mais fácil de se absorver”, avalia. Já para Arinede Alemida, os cursos online “possibilitaram a ampliação de conhecimentos e proporcionaram a interação dos docentes”.

Além das iniciativas para dar suporte aos professores e às famílias dos alunos, Sobral também está iniciando o planejamento da volta às aulas. De acordo com Francisca de Sousa, o retorno deve ser planejado cuidadosamente”. “Estamos nos organizando, inclusive com os materiais de higiene extra que passaremos a ter. Nada será como antes. É preciso aprimorar essas novas práticas e se familiarizar com a tecnologia”, diz. Luciane Vasconcelos também avalia que a presença dos recursos tecnológicos será uma constante em sua rotina profissional: “A expectativa é que a gente se prepare cada vez mais para trazer o mundo tecnológico para o ensino. Muitas coisas vão depender cada vez mais da tecnologia, pelo menos por um bom tempo. E isso é bom para quem gosto do novo, gosta de aprender”, acredita.