João Batista Oliveira comenta em vídeos sobre desafios e perspectivas na volta às aulas presenciais em meio à pandemia de coronavírus

De acordo com o presidente do Instituto Alfa e Beto, as redes municipais devem focar nas matérias essenciais, como Português e Matemática.

262
volta às aulas

Quais os principais desafios e perspectivas para a volta às aulas presenciais em meio à pandemia que vivemos? Esta pergunta é respondida pelo presidente do Instituto Alfa e Beto, professor João Batista Oliveira, em dois vídeos que você pode assistir aqui aqui.

De acordo com o especialista, as ações mais eficientes se concentram em quatro medidas: primeiro, um bom diagnóstico – para verificar em que ponto está cada aluno; em segundo, o foco na alfabetização; em terceiro, o desenvolvimento de técnicas de fluência de leitura; e em quarto, o foco no ensino de disciplinas essenciais: Língua Portuguesa, Matemática e Ciências.

João Batista Oliveira alerta também que as redes municipais precisam estar preparadas para lidar com reveses como a alta da taxa de evasão escolar e os gastos extras que surgirão, como, por exemplo, as despesas com higiene. A boa notícia é que, de acordo com estudos realizados em conjunto com a consultoria IDados, os alunos não devem apresentar perdas cognitivas.

O maior desafio, no entanto, será lidar com o aumento da desigualdade: “alguns alunos têm condições melhores em casa e terão aprendido mais nesse período. Logo, a diferença deve aumentar”, explica. Mais do que a preocupação com o formalismo de cumprir a carga horária, João Batista afirma que é preciso pensar em estratégias que funcionem.

“A pandemia pegou todos de surpresa, agora é preciso pensar. Como será a carga horária e a questão da aprovação? Para organizar a volta, é necessário pensar como acolher as famílias, como lidar com as novas tecnologias e como preparar os professores para essa nova realidade”, afirma.

Por fim, João Batista Oliveira lembra a importância do ensino estruturado como essencial na retomada das aulas: “as evidências mostram que materiais organizados e com sequência e coerência, como os disponibilizados pelo Instituto Alfa e Beto, podem ajudar nesse processo de retomada das aulas presenciais”, diz.