Entrevista com a atriz Aline Borges, professora de Língua Portuguesa (Alfabetização) do Programa Alfa e Beto na TV

Nesta entrevista, a atriz Aline Borges fala sobre a experiência de vivenciar uma professora alfabetizadora no programa Alfa e Beto na TV, que estreia no próximo dia 26, na Rede Vida.

389
alfa e beto na tv

Estamos em contagem regressiva para a estreia, no dia 26 de outubro, na Rede Vida, do Programa Alfa e Beto na TV, que irá ao ar de segunda à sexta, das 9h45 às 11h15 – serão dois programas de 45 minutos por dia, um de Língua Portuguesa (Alfabetização) e outro de Matemática.

O programa tem dois professores-atores, que todo dia ensinarão a seus alunos de cena (que logo vocês irão conhecer) e milhares de crianças de todo o país a ler e a escrever e também a começar a fazer as primeiras contas.

A atriz que interpreta a professora de Língua Portuguesa do programa é a carioca Aline Borges, que começou a fazer teatro com 18 anos, no Tablado (escola de Teatro fundada por Maria Clara Machado) e se profissionalizou em 1998. Desde então, ela vem desenvolvendo importantes trabalhos no teatro, cinema e TV. No currículo, já são 11 novelas, 9 peças de teatro, 3 longas e 4 séries. Na entrevista que segue abaixo, Aline – mãe de dois filhos, um adolescente de 17 e uma menina de 9 anos – conta como está sendo participar desse novo projeto.

Como está sendo para você essa experiência como professora do Alfa e Beto na TV?

Aline Borges: Estou adorando! Adoro me comunicar com as crianças, e a energia presente no set de gravação, vinda de absolutamente todas as pessoas envolvidas, é de muito amor, zelo, comprometimento e vontade mútua. Me senti muito bem, e isso se reflete nas cenas que entregamos. Era a primeira vez que nos víamos, e ainda assim a magia aconteceu. O Alfa e o Beto são muito legais! Minha filha já amou o pouco que viu. Acredito muito nesse trabalho. Quero muito que transforme positivamente cada um de nós. Compartilhar conhecimento é riqueza sem fim. Quanto mais a gente compartilha, mais o sol brilha!

Dada a experiência que está tendo e considerando também os objetivos educativos do programa, que mensagem você gostaria de deixar para os pais, para as famílias e também para muitos gestores municipais e estaduais de educação que podem ser beneficiados pelo programa?

Aline Borges: Realmente espero que esse programa chegue ao maior número possível de crianças. A gente vive num país desigual, onde muitas crianças não têm acesso à escola. E com a pandemia tudo se agravou. Muitos nem acesso à internet têm, e a televisão acaba sendo o veículo de maior acessibilidade para todos. Infelizmente somos carentes de programas educativos na TV. Por isso é tão importante que esse programa prospere e cubra essa lacuna, dando a possibilidade àquela criança que por algum motivo foi privada da escola. A mensagem que deixo é para que a gente cuide das nossas crianças. Que a gente se esforce e fortaleça projetos como esse que priorizem a educação.