Programa Alfa e Beto na TV é apresentado em fórum do Banco Mundial com alguns dos principais especialistas em Educação do mundo

146
alfa e beto na tv banco mundial

O professor João Batista Oliveira, Presidente do Instituto Alfa e Beto, fez nesta quinta-feira, 7 de janeiro, às 14h30 (horário de Brasília), uma apresentação do Programa Alfa e Beto na TV em um fórum on-line com a participação de funcionários e ex-funcionários da área de Educação do Banco Mundial. O objetivo do evento foi conhecer melhor o programa Alfa e Beto na TV e avaliar possibilidades de adaptação, disseminação e divulgação da iniciativa em outros países.

O webinário “Basic literacy and math teaching via television Alfa e Beto on TV” foi mediado por Robin Horn, ex-Gerente de Educação do Banco Mundial e Presidente do 1818 Society Education Group, e teve a participação de Michael Crawford, especialista-líder em Educação do Banco Mundial.

Após a apresentação, Michael Crawford comentou que gostaria de falar do programa sob a perspectiva de um novo conceito de Objetivo de Aprendizagem. “No último outono, uma reunião do Banco Mundial definiu que o primeiro objetivo do Banco relacionado a aprendizagem é que as crianças de todos os países aprendam a ler com entendimento na idade apropriada. Temos que lidar com isso antes de avançar para qualquer outra questão. Esse programa criado pelo professor João Batista Oliveira dialoga com essa questão. Pais e professores precisam entender como funciona o processo de alfabetização. O que precisamos fazer para que nossas crianças passem de não leitoras para leitoras? O que precisa acontecer para que meu filho aprenda a ler e a escrever?”, provocou.

Na sequência, alguns participantes fizeram perguntas ao presidente do Instituto Alfa e Beto, dentre eles Helen Abadzi, que trabalha no Banco Mundial como especialista em educação e avaliação; Keith Lewin, diretor do Consórcio para Pesquisa em Acesso Educacional, Transições e Equidade; João Pedro Azevedo, Coordenador de Estatísticas da Educação do Banco Mundial; Marguerite Clarke, Especialista Sênior em Educação do Banco Mundial; Victoria Levin, Economista Sênior do Banco Mundial e co-líder do Grupo de Soluções Globais de Habilidades; e Stephen Heyneman, ex-funcionário do Banco Mundial e professor da Universidade Vanderbilt.

Também assistiram à apresentação Barbara Bruns, economista-líder em Educação no Banco Mundial, especializada em educação latino-americana e avaliação de programas educacionais; Binh Thanh Vu, especialista sênior em Educação do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento; Eduardo Velez, ex-funcionário do Setor de Educação do Banco Mundial; Patrick Biribonwa, que atua na Prática Global de Educação, do Grupo Banco Mundial; Peter Moock, ex-economista do Setor de Educação do Banco Mundial; Cynthia Neider, diretora executiva da BWH Connection; Dmitry Chugunov, Especialista em Educação do Banco Mundial; Elizabeth King, diretora de Educação e Vice-Presidente Interina da Rede de Desenvolvimento Humano do Grupo Banco Mundial; e Hugo Rojas, economista e pesquisador do Banco Mundial.

João Batista Oliveira respondeu a todos. Sobre as perguntas relacionadas à questão dos professores, explicou que não criou o Programa Alfa e Beto na TV pensando em ensiná-los a alfabetizar. “Sei que é muito difícil fazer isso em uma sala com 20 estudantes. Mas, podemos, de qualquer forma, em um programa feito para a TV, abordar muitos assuntos sobre alfabetização, motivar as crianças, ensinar habilidades importantes, além de ajudar pais e professores a lidar melhor com o processo da alfabetização. Não acredito que o programa por si vá ensinar as crianças a ler e escrever. Mas elas vão aprender uma série de habilidades, incluindo como se comportar, como fazer perguntas, como responder. E os professores aprendem também”, disse.

Ele acrescentou que dois grupos de professores têm acompanhado o programa: os que estão há anos trabalhando com materiais do Instituto Alfa e Beto e novos professores. “Nossos professores estão muito felizes porque agora têm um instrumento a mais para ensinar. E relatam que as crianças estão mais motivadas e entendendo as aulas. Os professores novos estão em um programa de ensino à distância que criamos para lhes ensinar o que está por trás do programa na TV. Estão aprendendo sobre fonemas, fluência de leitura e habilidades de escrita. E estamos recebendo feedback de que eles também estão gostando. Os alunos interagem, leem, riem, ficam felizes assistindo às aulas! Como alguém pode ser contra isso?”, pergunta.

Como assistir ao programa Alfa e Beto na TV?

Pela TV:

· No canal 2. o programa é exibido de segunda a sexta de 7h30 às 9h, com reprise das 10h30 às 12h. A reprise dos episódios da semana será no sábado, das 14h15 até às 21:45.

· No Canal 3., o programa vai ao ar de segunda a sexta das 12h30 até às 14h, com reprise das 15h30 até às 17h. No domingo, a reprise da semana será das 6h15 às 14h15.

· Para saber o número do canal Rede Vida Educação da sua cidade acesse: https://bit.ly/34XdNQE

Pela Internet:

· No site do Instituto Alfa e Beto, estão sempre disponíveis as aulas de Língua Portuguesa (Alfabetização) e Matemática do dia e da semana. Quem quiser acessar as aulas anteriores deve preencher um formulário que se encontra aqui: https://www.alfaebeto.org.br/alfaebetonatvaulas/

Sobre o programa Alfa e Beto na TV

Criado com o objetivo de reduzir o impacto da suspensão de aulas para milhares de crianças em fase de alfabetização, o Alfa e Beto Na TV tem uma proposta educativa bem lúdica, com dois atores interpretando os professores de Língua Portuguesa (Alfabetização) e Matemática, e quatro bonecos fantoches (Alfa, Beto, Gama e Delta) que interagem como se fossem alunos em sala de aula.