Município de Cachoeirinha (RS) inicia ações do Pacto pela Alfabetização em Rede Municipal de Ensino em parceria com o Instituto Alfa e Beto

294

A prefeitura de Cachoeirinha (RS), por meio de sua Secretaria de Educação, está implementando o projeto Pacto Pela Alfabetização, do Instituto Raiar. Estão sendo beneficiados 4 mil alunos de 30 escolas de Pré-Escola II, 1º e 2º ano, nos modelos presencial e on-line.

O Instituto Alfa e Beto – que conta com um programa de alfabetização baseado em evidências e com resultados positivos comprovados por meio de avaliações – foi escolhido pelo Instituto Raiar para executar o projeto Pacto Pela Alfabetização.

A entrega dos primeiros kits com os materiais didáticos do Instituto Alfa e Beto no dia 30 de março marcou o início do trabalho em Cachoeirinha. Segundo Andréia Souza, diretora da Escola Alzira Silveira Araújo, os livros apresentam uma “linguagem acessível”, o que facilita o aprendizado das crianças, mesmo de forma remota.

A qualidade do material oferecido também se reflete no nível de interesse dos alunos pelas aulas. Cibele Araújo, diretora da Escola Maria da Glória Rodrigues, conta que tem recebido um “ótimo retorno” das atividades propostas para casa, no ensino remoto.

“As crianças pedem mais atividades a toda hora, isso é ótimo! As famílias também participam, se esforçam, fazem perguntas. As aulas presenciais também estão muito ricas. Essa iniciativa está sendo importante para o desenvolvimento dos alunos”, comemora.

Programa Alfa e Beto na TV

Uma das ferramentas do Pacto Pela Alfabetização para estimular a aprendizagem são as videoaulas disponibilizadas no Programa Alfa e Beto na TV. Todas as famílias receberam os materiais didáticos de apoio para poder acompanhar as aulas, exibidas diariamente no site do Instituto Alfa e Beto.

A diretora Jadna Guimarães, a vice-diretora Jaqueline Marth e a articuladora Aline Faber, da da Escola Fada Madrinha, avaliam que as aulas do programa Alfa e Beto na TV “motivam os alunos” e contribuem para uma “alfabetização mais prazerosa”.

Já para Kelly Gomes, coordenadora do Pacto Pela Educação na Secretaria de Educação de Cachoeirinha, as aulas em vídeo funcionam como mais uma possibilidade de aprendizagem para as crianças que estão distantes da escola. “A experiência está sendo fundamental, sobretudo nesse contexto de pandemia”, diz.