Como promover políticas mais adequadas de primeiro emprego?

Em artigo publicado no Estadão, o professor João Batista Oliveira comenta a “Nova Lei do Primeiro Emprego” e aponta quais deveriam ser as pautas centrais desse debate.

79
Primeiro Emprego

Foi publicado nesta quarta, 21 de julho, no jornal O Estado de S. Paulo, o artigo “Primeiro emprego, vacina contra o desemprego”, do professor João Batista Oliveira, presidente do Instituto Alfa e Beto.

O autor comenta no texto a “Nova Lei do Primeiro Emprego”, aprovada no Senado e encaminhada à Câmara dos Deputados. Trata-se de um “assunto da maior importância não só para os jovens, mas para a economia”.

“Resta colocar em pauta temas centrais que a lei tangencia, mas que poderiam constituir seu foco de atenção: o primeiro emprego e a formação profissional. Essa pauta deveria ser central, inclusive, no debate eleitoral”, escreve.

Segundo o autor, “o primeiro emprego pode ser uma oportunidade decisiva para a inserção dos jovens no mercado de trabalho”. Mas como promover políticas mais adequadas de primeiro emprego?

Ele defende que “políticas robustas de primeiro emprego e formação profissional de nível médio em moldes adequados merecem ocupar lugar de destaque nas agendas dos partidos políticos e dos candidatos a Presidente da República”.

“Cabe um debate profundo sobre o tema, e isso tem a ver com a identidade do ensino médio técnico e a responsabilidade do setor produtivo na sua implementação. Este é o debate que precisa ser travado, para além do discurso demagógico e de leis mal costuradas. Alguém se habilita?”, indaga.

Leia o artigo na edição on-line do Estadão AQUI.

Confira abaixo um print da publicação:

Primeiro emprego