Em parceria com o Instituto Alfa e Beto, Jequiá da Praia (AL) realiza avaliação diagnóstica dos alunos do 2° e 5° anos

519
Avaliação Diagnóstica

Cerca de 300 alunos do 2° e 5° anos do município de Jequiá da Praia (AL) realizaram testes de avaliação diagnóstica entre os dias 9 e 12 de agosto. Desenvolvido pelo Instituto Alfa e Beto, parceiro do município desde 2009, o diagnóstico tem como objetivo verificar o nível de aprendizagem dos estudantes após mais de um ano de interrupção das aulas presenciais devido à pandemia de coronavírus.

Os testes foram aplicados em sete escolas da cidade. As turmas de 2º ano foram avaliadas em Matemática e Fluência de Leitura, com a análise do desempenho das habilidades de decodificação, compreensão e expressão oral.

Boa Vista (RR) e outras cidades aplicam testes para avaliar nível de conhecimentos dos alunos após mais de um ano de interrupção das aulas presenciais

Já as turmas do 5º ano realizaram testes de Língua Portuguesa e Matemática. As avaliações são alinhadas à Base Nacional Curricular Comum (BNCC).

Para a Secretária de Educação de Jequiá da Praia, Monalisa Curvello, os resultados obtidos com os testes serão importantes para o planejamento pedagógico do município. “As escolas precisam ver como está o nível de conhecimento dos estudantes. Com o que for detectado nas avaliações, professores e gestores vão conseguir atender melhor os alunos”, diz.

Município de Cachoeirinha (RS) realiza avaliação diagnóstica desenvolvida pelo Instituto Alfa e Beto em cerca de 2 mil alunos do 1º e 2º anos

Lilian Karla Silva, coordenadora pedagógica do 4º e 5º anos, também aprova a iniciativa da Prefeitura. “Os testes permitem conhecer a realidade de cada alunos e de cada turma. Com eles, podemos analisar o grau de domínio dos estudantes sobre as habilidades necessárias em cada ano escolar”, acrescenta.

Em parceria com o Instituto Alfa e Beto, município de Pão de Açúcar (AL) inicia avaliação diagnóstica de cerca de 3 mil alunos

Na opinião de Erlania Soriano, coordenadora do 1º ao 3º ano, as escolas, de posse dos resultados das avaliações, passam a “ter meios para intervir de forma mais eficiente para sanar possíveis dificuldades dos alunos” depois de tanto tempo sem aula nas escolas. “Essa ação contribui para um melhor aproveitamento do ano letivo”, completa.

Veja abaixo fotos da aplicação dos testes: