João Batista Oliveira trata do futuro da educação em São Paulo em artigo publicado no jornal Valor Econômico

152

Em artigo publicado hoje, 28 de março de 2022, no jornal Valor Econômico, o professor João Batista Oliveira comenta os resultados do SARESP – Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo – relativos ao ano de 2021. Em sua avaliação, os números recentemente divulgados mostram que a pandemia piorou o que já não era muito bom – ou, em outras palavras – que o que era ruim ficou pior.

“Mas como explicar que isso ocorre no Estado de São Paulo, que está em primeiro lugar em tantos outros indicadores, que vem investindo pesadamente e de maneira relativamente consistente na busca de soluções para a educação? Como explicar que isso ocorre em um ambiente institucional relativamente mais robusto do que no restante do país?”, indaga.

Na busca de soluções para a educação do estado mais rico do país, assim como em qualquer estado, “os ingredientes a serem considerados são poucos. Do ponto de vista pedagógico, são eles: currículos, professores, materiais de ensino e avaliação. Mas, para darem resultado, precisam ser adequados ao contexto e implementados de forma consistente. Em um sistema gigantesco, esses são desafios não triviais. É aí onde precisamos ir por partes: um pedaço de cada vez”, diz.

Para o presidente do Instituto Alfa e Beto, a divulgação dos resultados do SARESP é um convite e um desafio para os futuros governantes. Mas é preciso evitar armadilhas para não continuar fazendo mais do mesmo que não vem funcionando há anos. “Existem evidências científicas e experiências de sucesso que podem ajudar a dar saltos relativamente rápidos na educação. “Fora do grande e equivocado consenso que hoje predomina na educação brasileira, existem experiências e ideias que podem transformar a educação”, conclui.

Confira o artigo na íntegra AQUI ou na reprodução abaixo:

futuro da educação