Escola, hospital, exército e a fragilidade das instituições

A instituição da escola sob novas ameaças – é a alerta que faz o professor João Batista Oliveira em seu artigo semanal no “Congresso em Foco” de 19/07/2022

116
rede escolar
Sala de aula do ensino fundamental

O artigo analisa ameaças às instituições na área da saúde, da educação e da Justiça Eleitoral.

Não é de hoje que a instituição escolar e encontra ameaçada. Isso se reflete, por exemplo, nas diversas emendas à LDB (Lei de Diretrizes e Bases), que propõem cada vez mais funções para a escola – sem qualquer análise prévia de viabilidade, custos ou consequências.

“A bola da vez é a chamada para a escola entrar no campo da saúde mental para ajudar a enfrentar o aumento da incidência de transgressões associadas ao uso cada vez mais precoce de drogas, álcool e práticas sexuais pouco seguras do ponto de vista sanitário. Nada errado quanto à ideia, a questão é: isso é função da escola? E se for, ela dá conta disso- especialmente quando não está dando conta de seus desafios mais elementares?”, se pergunta.

O artigo destaca que esse tipo de demanda acaba prejudicando a operação escolar como um todo, já que não há salvaguardas que delimitem as fronteiras da escola.

“O risco de diluir algo já bastante fluido é muito grande. Quando a escola vira solução para tudo, quem protege o espaço adequado para uma experiência escolar minimamente adequada, que hoje raramente é oferecida para a esmagadora maioria da população? E que até mesmo essa função está sendo questionada?”, conclui.

Confira a coluna completa aqui