De novo, as cotas

82
cotas

Em novo artigo na sua coluna “Congresso em Foco” (UOL), o professor João Batista Oliveira, presidente do Instituto Alfa e Beto, reflete sobre a atual política de cotas no ensino superior – inicialmente focadas em negros e posteriormente ampliadas para outras minorias, especialmente os indígenas e também para alunos de escola pública e/ou de nível socioeconômico mais baixo.

Para o especialista, uma pergunta relevante é saber se o sistema de quotas influi no rigor da seleção, na qualidade do ensino, no desempenho dos concluintes e no perfil acadêmico da instituição.

“Também interessa saber o impacto do sistema de cotas na trajetória profissional dos egressos desse grupo. Numa eventual revisão da legislação, além desse debate sobre impacto e evidências, seria oportuno discutir um novo formato de legislação, que fosse ao mesmo tempo mais genérico, no sentido de não regulamentar o detalhe, mas que trouxesse incentivos para estimular critérios diferenciados, associados com testes-piloto que servissem para validar a eficácia de diferentes alternativas”, conclui.

Confira o artigo AQUI.