Loading...

Blog

5 técnicas para desenvolver as estratégias de compreensão na sala de aula

O objetivo do professor é sempre o mesmo: assegurar que o aluno adquira as competências estratégicas que o levam a melhor compreender textos e a proficiência para utilizá-las.

A maioria dos alunos desenvolve melhor as competências quando são guiados pelo professor na aprendizagem das habilidades que os tornam proficientes na arte de compreender os diversos tipos de texto.

Pensando em auxiliar a professora alfabetizadora, o Instituto Alfa e Beto reuniu, nesse post, 5 técnicas para desenvolver as estratégias de compreensão na sala de aula. Antes de analisar cada técnica é importante compreender os objetivos e limitações do uso da leitura oral e silenciosa em sala de aula.

A leitura oral preenche três objetivos:

  • Compartilhar informação. Alguém lê em voz alta para os outros ouvirem;
  • Desenvolver habilidades de leitura (entonação, ritmo, etc.);
  • Avaliar a competência de leitura oral.

A leitura oral em grupo deve ser usada sobretudo para desenvolver ritmo e entonação. Para tanto, o professor deve moldar bem a leitura antes, mostrando como se lê, os alunos praticam com leitura silenciosa e só depois fazem a leitura em grupo.

O que dizer da leitura silenciosa?

O tempo da escola é limitado e por isso deve ser muito mais aproveitado para ensinar e aprender a ler do que para ler. A atividade de ler deve ser feita fora da escola, em casa, inclusive para efeito de formação de hábitos de leitura. Além disso, a leitura silenciosa não permite ao professor dar feedback ao aluno quanto ao uso de estratégias de leitura e compreensão.

Quais são as cinco técnicas mais eficazes para ensinar essas competências? O objetivo do professor é sempre o mesmo: assegurar que o aluno adquira as competências estratégcias que o levam a melhor compreender textos e a proficiência para utilizá-las.

  • Explicação direta da estratégia

É a aplicação do método didático por excelência. O professor mostra como faz, explica o que fez, dá exemplos. O aluno faz, o professor corrige, dá feedback e o aluno repete até atingir os resultados esperados.

  • Modelagem

A modelagem é o exemplo mais característico do método de ensinar fazendo, o modelo mestre-aprendiz.

Por exemplo, a professora diz: “Hoje eu vou mostrar a vocês como eu leio um texto. Eu vou pensar alto e vocês vão acompanhar a minha leitura e o meu raciocínio”. Então, a professora começa a ler o livro e vai fazendo e respondendo às suas próprias perguntas – O que significa essa palavra? Como posso saber o sentido?

O professor deve agir de forma normal, mas sendo muito explícito, para o aluno perceber em que deve prestar atenção.

  • Prática dirigida

A prática dirigida também é característica dos métodos didáticos. Ela se baseia em princípios clássicos da psicologia da aprendizagem. O objetivo é guiar o aluno o mínimo necessário para que dê o maior passo possível sozinho. Nessa técnica, o professor vai guiando o aluno passo a passo e dando-lhe feedback para saber.

  • Prática supervisionada

Este é o passo seguinte à prática dirigida. Quando o aluno já domina bem uma determinada técnica de compreensão o professor dá uma nova tarefa e diz: agora você vai fazer o resumo. O aluno deve saber usar a técnica que está sendo recomendada.

A prática supervisionada pode ocorrer m tarefas individuais, de dupla ou coletiva. O essencial em qualquer caso é que durante e após a tarefa o aluno explicite os processos mentais que utilizou para empregar uma determinada técnica.

  • Prática individual

A prática individual deve ser sempre encorajada – ler muito, praticar muito o uso das competências. Mas deve ser encorajada de forma estruturada, para que o aluno efetivamente pratique as competências e não fique apenas tentando sem qualquer orientação. O aluno deve ter objetivos específicos para praticar, explicitar o que e o como fez.

Texto baseado no livro “ABC do Alfabetizador”, escrito por João Batista Oliveira, presidente do Instituto Alfa e Beto

Comente

Deixe uma resposta



Fique bem informado

Receba novidades do Alfa e Beto no seu e-mail.