Loading...

Blog

Alfabetização: quatro conceitos diferentes

Existem diversos entendimentos sobre o que significa alfabetizar, dentre eles conceitos restritos e mais amplos.

Alfabetização é ensinar o segredo do código alfabético. Porém, algo que parece simples tem sido objeto de muitas controvérsias. Dessa forma, nesse post, o Instituto Alfa e Beto vai examinar quatro definições do ato de alfabetizar: a alfabetização como mera codificação, ler e compreender, alfabetização como letramento ou como educação geral e o conceito operacional (aprender a ler e ler para aprender).

O conceito estrito: alfabetizar como mera codificação.

Em primeiro lugar, temos o conceito estrito de alfabetização, que significa ensinar a decifrar o código alfabético. Esse conceito se aplica quando o professor chega em sala de aula e diz aos seus alunos: “eu sou capaz de escrever qualquer palavra que vocês disserem”. Assim, esse conceito abrange a capacidade de decodificar (uma palavra escrita num som) e de codificar (um som numa palavra escrita).

Nesse entendimento, alfabetizar é dar ao aluno os elementos para ele descobrir domo funciona esse código, como decodificar fonemas em grafemas e vice-versa. Mas a alfabetização requer mais do que simplesmente alfabetizar.

O conceito equivocado: ler é compreender

No Brasil, predomina a ideia de que ler é sinônimo de compreender. Esse conceito equivocado reside na confusão entre o objetivo de ler, que é compreender, e o processo de aprender a ler, que envolve a decodificação. Observe esses exemplos:

Você conhece crianças e adultos analfabetos que não sabem ler, mas são capazes de compreender o que você lhes diz. Para compreender não se faz necessário saber ler.

Da mesma forma, se você lê um texto de um assunto que não conhece, ou que contém muitos termos técnicos, você não vai compreender nada. Você consegue ler, mas nem sempre compreende o que lê.

Leia também: Alfabetização de crianças: fatos e mitos

O conceito amplo: alfabetização como letramento ou como educação geral

Esse conceito amplo de alfabetização é ilimitado, são vários conceitos em um só. Assim, alguns dizem que só é alfabetizado quem completa a 5° ano do Ensino Fundamental; outros, falam que só no 9° ano o aluno é alfabetizado.

No entanto, essas definições variadas são ricas de ideias, mas de pouco uso prático. Por fim, trata-se de uma confusão entre alfabetização e ensino da língua, ou até mesmo educação.

O conceito operacional: aprender a ler e ler para aprender

Este é um conceito prático de alfabetização: o processo de alfabetizar refere-se ao momento de aprender a ler. O restante da escolaridade e da vida, refere-se aos momentos de ler para aprender.

Assim, o conceito operacional é útil para entender onde acaba o processo de alfabetizar (aprender a ler) e onde começa o processo de usar a capacidade de ler para aprender.

O Instituto Alfa e Beto é referência em alfabetização com o método fônico. Clique aqui e conheça mais o nosso trabalho.

(Texto baseado no livro “ABC do Alfabetizador”, do professor João Batista Oliveira)

Comente

Deixe uma resposta



Fique bem informado

Receba novidades do Alfa e Beto no seu e-mail.