Loading...

Blog

Ensino ‘asiático’ da Matemática impulsiona aprendizagem na Inglaterra

Um novo estudo realizado na Inglaterra e publicado recentemente mostrou que o método de ensino de Matemática baseado na aprendizagem para o domínio dos conteúdos – quando a criança aprende e pratica cada competência antes de passar para o nível seguinte, evitando sobreposição de temas – está garantindo o rápido avanço de um grupo de alunos ingleses, em comparação com estudantes que são submetidos a outros métodos de ensino.

A técnica de ensino é a mesma utilizada por países asiáticos para ensinar estudantes e que vem dando resultado nas escolas publicas. No PISA, avaliação da Organização para a Cooperação de Desenvolvimento Econômico (OCDE), Cingapura, China e Coreia do Sul dominam o ranking. Na Inglaterra, o método está sendo usado há pouco mais de um ano em 50 escolas das séries iniciais do Ensino Fundamental e em 90 escolas das séries finais, totalizando cerca de 10.000 crianças. Desse modo, aos pesquisadores puderam comparar o desempenho desses alunos com os de outras escolas.

Aqui no Brasil, o método de ensino de Matemática baseado na aprendizagem para o domínio dos conteúdos está presente em programas de ensino do Instituto Alfa e Beto. Nesses materiais, o ensino parte de situações familiares para dar ao aluno uma ideia de possíveis usos de um determinado conhecimento, logo se concentrando no desenvolvimento de habilidades que permitam a abstração característica da disciplina e a aplicação do conhecimento a novas situações, ou seja, a apropriação do conhecimento. Dessa forma, tudo que é aprendido é praticado primeiro em situações-problema e logo depois em situações abstratas, para facilitar a transferência da aprendizagem.

Os resultados da pesquisa na Inglaterra mostram que alunos que estudaram com técnica semelhante, concentrando-se no essencial das competências centrais da disciplina, conseguiram um avanço de cerca de um mês no conteúdo e em domínio da disciplina em relação a alunos de outras escolas. Em entrevista ao jornal inglês The Guardian*, o pesquisador John Jerrim, do Instituto de Educação da University College London, que realizou o estudo em parceria com a Universidade de Cambridge, afirmou que o programa de ensino de matemática deve agora ser testado por um período mais longo e com um maior número de escolas. O que a pesquisa mostra que é possível, por meio de um ensino estruturado e bem aplicado, avançar nos níveis de aprendizagem de Matemática de um modo mais rápido. Isso, no Brasil, seria mais do que bem vindo.

*Acesse reportagem completa do jornal The Guardian sobre a pesquisa

 

Comente

Deixe uma resposta



Fique bem informado

Receba novidades do Alfa e Beto no seu e-mail.