Loading...

Blog

Escolas de Viamão (RS) comemoram avanços no aprendizado dos seus alunos com programas do Instituto Alfa e Beto

Materiais com foco na alfabetização e no desenvolvimento da fluência de leitura são utilizados por mais de 15 mil alunos da Pré-Escola ao 5º ano na cidade.

Com o desafio de melhorar os índices de alfabetização e a qualidade do ensino de sua rede, o município de Viamão-RS, na Região Metropolitana de Porto Alegre, implantou, no ano de 2019, o Programa Alfa e Beto nas turmas da Pré-Escola até o 5º ano do Ensino Fundamental. Desde então, as avaliações realizadas mostraram um grande avanço das turmas de todos os níveis.

Dentre os exemplos de escolas cujos resultados tiveram evolução, está a Escola Municipal Coracy Prates da Veiga, onde os alunos do 2º ano obtiveram desempenho três vezes melhor do que no resto da rede nos testes de português. A coordenadora pedagógica da Escola Municipal Guerreiro Lima, Fernanda Bittencourt, destaca o trabalho do Programa Alfa e Beto na preparação das crianças: “Com a vinda do Alfa e Beto, percebi que os alunos que ingressavam na educação infantil chegavam muito mais bem preparados para começar o processo de alfabetização. O programa tem objetivos claros, e as atividades são focadas no desenvolvimento das habilidades dos alunos”, diz.

Leia também: Aplicativo de alfabetização desenvolvido pela Alfa e Beto Soluções é utilizado em centenas de escolas no Brasil

Com pouco mais de 250 mil habitantes, a cidade de Viamão também apresentou resultados melhores nas turmas de 3º e 4º ano, por meio da implementação da Coleção Leituras, e no 5º ano com o Programa de Revisão. Segundo um dos coordenadores municipais do Programa, Joás Eliel Garcia, as práticas pedagógicas precisam ter objetivos claros: “Quando pensamos na pedagogia, percebemos a importância de trabalhar com evidências. Por isso, nossos pilares são: a frequência, o ritmo de trabalho dos professores e o desempenho dos alunos nos testes”, diz.

Além de aliar a gestão com a pedagogia, o Programa Alfa e Beto é estruturado, ou seja, auxilia os professores nos desafios do dia a dia para que proporcionem uma alfabetização mais eficiente a seus alunos: “Temos uma formação inicial com todos os programas e com todos os envolvidos. A coordenação do Alfa e Beto apoia e sugere as melhores práticas para proporcionar uma estrutura bem forte para todo o sistema. Buscamos dar oportunidade para todas as escolas, desde as mais carentes até as mais centrais. É o mesmo material e a mesma atenção para todas. Esse é o nosso grande diferencial”, explica Joás.

Uma das principais características da atuação do Alfa e Beto é o apoio às Secretarias Municipais e às escolas por meio de relatórios e materiais pedagógicos. O Secretário de Educação de Viamão, Carlos Bennech, entende que o programa contribuiu para o crescimento da educação de seu município: “O Alfa e Beto disponibiliza toda a estrutura necessária para nossos alunos e professores, além da importante assistência técnica para a Secretaria de Educação. Além disso, os diagnósticos de desempenho são fundamentais para a comunidade escolar como um todo. Saber o que está acontecendo nas escolas traz segurança e transparência. Assim, podemos planejar o ano letivo focando sempre no aprendizado da criança, diz.

O Programa Alfa e Beto utiliza o método fônico de alfabetização, que ensina a relação da letra com o som até a criança desenvolver o entendimento das sílabas, palavras e frases. Segundo Fernanda Bittencourt, o método fônico proporciona uma alfabetização mais consciente: “Quando o aluno entende o som da letra e toma consciência da forma como ele vai ler, tudo fica mais fácil. Antes, nossos alunos chegavam ao terceiro ano com sérios problemas de leitura. Depois do Alfa e Beto, nossos alunos melhoraram a fluência de leitura, a entonação e a prosódia, que é o ritmo da fala”, explica a coordenadora.

Atualmente, o Alfa e Beto está presente na educação de mais de 15 mil alunos na rede de ensino de Viamão, e auxilia coordenadores e professores a planejar e executar as melhores práticas pedagógicas em 618 turmas. A coordenadora Salete da Silva, da Escola Municipal Stella Virginia Konrad, destaca a importância do apoio pedagógico do programa: “A partir das orientações do Alfa e Beto, criei um grupo na internet com os pais de todos os alunos. Assim, eles ficam sabendo o cronograma de todas as lições e passam a entender que os filhos não podem faltar às aulas”.

Em um cenário nacional onde as evidências mostram uma grande defasagem no ensino, a cidade de Viamão, apoiada pelo Instituto Alfa e Beto, reverteu a situação e apresentou bons resultados nas avaliações recentes. De acordo com Joás, o foco na aprendizagem do aluno pode contribuir para a melhoria dos índices: “O programa Alfa e Beto veio para ser um grande defensor da ideia de que precisamos melhorar nossa atuação com os alunos para que eles aprendam de forma efetiva. Assim, as habilidades das crianças vão ser formadas ainda na Pré-Escola, e esse será o grande diferencial do nosso sistema de ensino”, avalia.

Comente

Deixe uma resposta



Fique bem informado

Receba novidades do Alfa e Beto no seu e-mail.