Loading...

Blog Alfa e Beto

BASF é parceiro do Instituto Alfa e Beto na implementação de projeto de educação científica em Guaratinguetá

Projeto “Cientista Alfa e Beto” aprimora o ensino científico para as crianças das escolas públicas da cidade e mais de 6.000 pessoas são beneficiadas.

O projeto “Cientista Alfa e Beto”, idealizado pelo Instituto Alfa e Beto, é apoiado pela BASF por meio da iniciativa BASF Conectar para Transformar.  Anualmente a BASF seleciona projetos de impacto social e ambiental para serem implementados nas cidades onde a empresa atua, com foco nas áreas de educação científica; empregabilidade; ou educação ambiental e proteção dos recursos naturais e da biodiversidade. Os projetos apoiados pela empresa impactaram mais de 233 mil pessoas em 2016 e 2017.

 

O Projeto é realizado em parceria com a Secretaria de Educação de Guaratinguetá (SP) e tem como tema a educação científica e ambiental. O foco é o aprimoramento do estudo do tema nas aulas de Ciências e Geografia.  Para tanto, os 6 mil alunos do 1º ao 5o ano das 24 escolas da rede pública estão utilizando os livros da Coleção Leituras para o Ensino Fundamental I da Alfa e Beto Soluções. Além do foco nessas disciplinas e em conceitos e temas relacionados com o estudo do meio ambiente, o projeto também promove o desenvolvimento de habilidades de compreensão de textos. Ao final do projeto cada turma irá apresentar uma atividade de “culminância”, na qual os alunos irão demonstrar algum tipo de aplicação do que aprenderam.

 

Os coordenadores da Secretaria de Educação de Guaratinguetá, Ana Cristina Manso, Andreza Ferraz e Humberto Alkmin, estão à frente da implementação do projeto no município, envolvendo mais de 100 professores, coordenadores pedagógicos e gestores escolares. No último dia 8 de abril eles receberam capacitação dos profissionais do Instituto Alfa e Beto, que também darão suporte técnico ao longo do ano. Os voluntários da BASF serão convidados a colaborar com as escolas no acompanhamento e implementação das atividades. Além disso, o projeto será objeto de avaliação externa independente pela consultoria IDados.

 

Fabíola Negreiros Desconsi, professora do 5º ano da EMEIEF Professora Aliete Ferreira Gonçalves, manifestou sua satisfação com o projeto “Cientista Alfa e Beto”. Ela vê nessa parceria uma oportunidade de continuar o trabalho de educação ambiental desenvolvido há mais de 10 anos. “É um projeto com livros paradidáticos maravilhosos, bem interessantes, e que despertam a curiosidade do aluno.” – afirmou.

 

A proposta do Instituto é particularmente inovadora no que diz respeito ao trato da questão ambiental. O Instituto defende que a questão ambiental deve ser tratada em suas várias dimensões – informação, hábitos, atitudes e, especialmente, conhecimento científico. O projeto terá como foco principal permitir que professores e alunos compreendam que é o conhecimento das ciências da natureza que nos permitirá entender e buscar soluções para as questões ambientais. Neste vídeo, o presidente do Instituto Alfa e Beto, João Batista Oliveira, contextualiza as questões ambientais e principais pontos que devem ser tratados em sala de aula.

 

Em breve divulgaremos mais novidades sobre este projeto e outras iniciativas do Instituto Alfa e Beto.

Comente

Deixe uma resposta



Fique bem informado

Receba novidades do Alfa e Beto no seu e-mail.