Loading...

Blog

Programa Criança Feliz: capacitadores na capital paulista

Multiplicadores dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo estão na capital paulista desde o dia 13 de fevereiro para a capacitação na metodologia “Cuidados Para o Desenvolvimento da Criança”

A Secretária Nacional da Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrária (MDSA), Carminha Brandt, compareceu nesta sexta-feira (17) à capacitação dos multiplicadores do Programa Criança Feliz da Região Sudeste, que acontece em São Paulo.

Carminha enfatizou a urgência de uma política pública que assegure às crianças em contextos de vulnerabilidade social oportunidades de desenvolvimento do seu pleno potencial.

A Secretária reforçou o caráter intersetorial do Programa, que envolve técnicos da Saúde, Educação e Assistência Social, e falou sobre as expectativas do MDSA a respeito do início das atividades em campo do Programa em todo o país nos próximos meses.

Multiplicadores dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo estão na capital paulista desde o dia 13 de fevereiro para a capacitação na metodologia “Cuidados Para o Desenvolvimento da Criança” – CDC, desenvolvida pelo Unicef e Organização Mundial da Saúde e que será utilizada durante as visitas domiciliares semanais previstas pelo Programa Criança Feliz.

A capacitação é coordenada por técnicos do Instituto Alfa e Beto certificados pelo Unicef e vai até o dia 23, em sete cidades brasileiras. Cerca de 84 multiplicadores devem ser certificados. “A metodologia é riquíssima e já foi internacionalmente aplicada e avaliada. É importante que todos os estados tenham este conhecimento.”

Sobre o programa

Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), o Programa Criança Feliz irá promover o desenvolvimento integral das crianças de baixa renda com ações nas áreas de saúde, educação, cultura e justiça.

Serão priorizadas gestantes e crianças de até 3 anos de idade, beneficiárias do BolsaFamília, as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e as afastadas do convívio familiar por medida protetiva.

Por meio do programa, as famílias serão acompanhadas por profissionais capacitados, que farão visitas domiciliares periódicas e ajudarão os pais a estimular o desenvolvimento das crianças.

A meta é atendercerca de 4 milhões de crianças em todo o país até 2018.

*Foto: Carminha Brandt, no centro, fala aos multiplicadores dos estados de SP, ES e RJ do Programa Feliz.

Comente

Deixe uma resposta



Fique bem informado

Receba novidades do Alfa e Beto no seu e-mail.