Sobral e os 20 anos do Programa Alfa e Beto de Alfabetização

Programa Alfa e Beto de Alfabetização e a história de sucesso de Sobral estão entrelaçados

375

Os 20 anos do Programa Alfa e Beto de Alfabetização e a história de sucesso de Sobral estão entrelaçados. Exatamente porque o Programa está na origem da estratégia de êxito do município, hoje um exemplo para a educação brasileira. E a nomeação de Camilo Santana para o Ministério da Educação parece o reconhecimento de uma ideia potencialmente vencedora que pode ajudar a melhorar a educação no país.

O momento é oportuno porque o desafio da educação volta ao debate público como prioridade para um governo que se elegeu com a visão de buscar um desenvolvimento econômico e social mais equânime. A formação do capital humano é chave para o enfrentamento das desigualdades sociais.

O programa Alfa e Beto de Alfabetização é uma iniciativa do professor João Batista Oliveira, pioneiro num Instituto que já alfabetizou mais de 2,5 milhões de alunos da rede pública do país, com nível de excelência, e envolveu a participação de mais de 30 mil professores. O currículo e a proposta pedagógica do Programa Alfa e Beto de Alfabetização se baseiam na Ciência Cognitiva da Leitura e nas evidências sobre os métodos e procedimentos mais eficazes para alfabetizar.

“Trabalhamos com o concreto, com nossa realidade atual. E o que funciona, na prática, no nosso cenário é o ensino estruturado. Alinhar currículo com material didático, com o que faz o professor, com as avaliações e com os resultados. Ou seja, dar condições para o professor fazer um bom trabalho e assegurar esse alinhamento pela supervisão, pelas avaliações e pela gestão”, afirma João Batista.

Mais de mil municípios brasileiros já optaram pela metodologia ao longo desses 20 anos. Sobral é exemplo icônico desse êxito, onde o Programa foi implantado desde o seu lançamento, em 2003, e permanece em prática. Os bons resultados são produto da junção de estratégia educacional fundamentada em evidência com gestão política eficiente e persistência na implementação.

Assim como em Sobral, inúmeros municípios já consolidaram a prática de iniciar a preparação para alfabetizar na pré-escola, alfabetizar no 1º ano. A partir disso alguns deles já estenderam os mesmos princípios e práticas de ensino estruturado a outras séries – Teresina é um outro caso de sucesso no uso dessas práticas.

O que funciona na educação? A alfabetização é o primeiro passo do processo, num país em que a Prova Brasil expõe as mazelas e as desigualdades do sistema educacional brasileiro. O sucesso de centenas de municípios que utilizaram o programa Alfa e Beto torna claro que existem soluções comprovadas para alfabetizar todas as crianças até o final do 1º ano, como prega a ciência cognitiva.

O Programa repousa em três pilares: a estratégia pedagógica fundamentada na ciência cognitiva da leitura, o conjunto rico e variado de materiais altamente atraentes e a implementação de práticas adequadas de gestão da sala de aula, da escola e da Secretaria.