Em artigo no jornal O Estado de S. Paulo, João Batista Oliveira comenta o futuro da educação e dos professores

No texto, o presidente do Instituto Alfa e Beto mostra como o futuro da educação pública brasileira poderia ser mais promissor se aproveitássemos as oportunidades criadas pelas mudanças demográficas para criar novas carreiras de professores e atrair para elas pessoas com o perfil adequado à docência.

O futuro da educação e os futuros professores. Este é o título de um artigo de João Batista Oliveira publicado neste domingo, 6 de outubro, no jornal O Estado de S. Paulo.

No texto, o presidente do Instituto Alfa e Beto mostra como o futuro da educação pública brasileira poderia ser mais promissor se aproveitássemos as oportunidades criadas pelas mudanças demográficas para criar novas carreiras de professores e atrair para elas pessoas com o perfil adequado à docência.

“O desafio do magistério não está no currículo dos cursos de formação, nem mesmo nos salários. O desafio consiste em criar novas e atraentes carreiras para jovens recém-formados ou para profissionais já formados em outras áreas. A oportunidade é imperdível. E tudo indica que vamos perdê-la”, alerta.

Para João Batista Oliveira, transformar a docência numa carreira atraente não precisa de mais uma Resolução do Conselho Nacional de Educação a respeito das Diretrizes Nacionais Curriculares. “Precisa apenas de resolução com r minúsculo, além de compromisso e vontade de transformar a educação”, diz.

Leia abaixo o artigo na íntegra, ou clique aqui.

Compartilhe este Artigo

Se você gostou desse artigo, por favor, tome um segundo para compartilhá-lo.